Novidades

Mudança de hábitos poderia evitar até 114 mil casos de câncer

24 de abril de 2019 Notícias

114 mil casos e 63 mil mortes, esse é o número de casos de câncer relacionados aos hábitos de vida não saudáveis que poderiam ser evitados no Brasil, segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP).

A pesquisa faz parte de um artigo publicado na revista Cancer Epidemiology. Ela aponta cinco fatores de risco para o surgimento do câncer. Tabagismo, consumo de álcool, excesso de peso, alimentação não saudável e falta de atividade física estão associados ao aumento no risco de 20 tipos de câncer: laringe, pulmão, esôfago, orofaringe, cólon e reto, cavidade oral, bexiga, fígado, estômago, colo e corpo do útero, rim, vesícula biliar, mama, pâncreas, leucemia mieloide, mieloma múltiplo, tireoide, ovário e próstata.

Neste contexto, a pesquisa foi baseada em dados da distribuição (prevalência) dos fatores de risco relacionados ao estilo de vida de duas pesquisas representativas da população brasileira: a Pesquisa de Orçamentos Familiares (2008/2009) e a Pesquisa Nacional de Saúde (2013). Foram utilizadas ainda, estimativas de casos e mortes por câncer publicadas pela Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC) e o risco relativo desses tipos de câncer associados a cada um dos fatores de risco.

O pesquisador Leandro Rezende, um dos autores do artigo, explica que o diferencial da pesquisa é olhar para as estimativas relacionadas a esses hábitos. “A novidade da pesquisa foi estimar a proporção de casos e de mortes por câncer que poderiam ser potencialmente evitados pela eliminação ou redução dos fatores de risco no estilo de vida dos brasileiros”, afirma.

Leandro também fala sobre as políticas públicas que hoje ainda são voltadas apenas para a realização de exames. Segundo ele, a mudança dos hábitos deve ser o foco. “As novas descobertas sugerem que as políticas devem ser focadas na  mudança de estilo de vida das pessoas”, conclui.

Fonte: Jornal da USP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.