Novidades

HSM oferece método revolucionário para o rastreamento do câncer

No Dia Nacional da Mamografia, 05 de fevereiro, o Hospital HSM inova mais uma vez e é o primeiro a oferecer no estado a Tomossíntese Mamária, uma aplicação avançada da Mamografia Digital que permite uma avaliação tridimensional da mama. Na Tomossíntese, as imagens da mama são fatiadas sem sobreposição e analisadas em uma estação de trabalho dedicada com monitores de alta resolução, possibilitando visualizar tumores pequenos que antes ficavam escondidos por essas estruturas. Ela pode aumentar em até 30% a detecção do câncer de mama quando comparada à mamografia bidimensional, reduzindo as convocações para repetir o exame. O radiologista do Hospital, Yuri Tabosa, fala mais sobre a técnica.

Qual a diferença deste equipamento para a mamografia digital? Pode substituí-la?

A mamografia digital fornece imagens em duas dimensões e a Tomossíntese permite uma avaliação tridimensional e bidimensional ao mesmo tempo. Pode substituir a mamografia digital, como a mamografia digital substituiu a convencional anteriormente.

Como funciona o procedimento?

A realização do exame é semelhante ao procedimento de mamografia digital, onde é feita uma compressão sobre as mamas e obtidas imagens, porém, enquanto na mamografia digital é realizada uma imagem de cada mama em cada posição, na Tomossíntese são obtidas várias imagens ao mesmo tempo, que posteriormente são reconstruídas, e permitem a análise tridimensional das mamas pelo médico radiologista.

Pode ser considerado revolucionário?

Sim. Os métodos de imagem estão em constante evolução em busca do melhor diagnóstico para os pacientes, e hoje a Tomossíntese é a evolução da mamografia digital. Ela permite visualizar o tumor numa fase muito precoce, principalmente em mamas densas e heterogêneas, susceptíveis a tumores ocultos ao exame de mamografia convencional, pois sabemos que mulheres com mamas densas apresentam maior risco de desenvolver câncer de mama comparadas às de baixa densidade mamária.

Melhora a precisão do diagnóstico em que nível?

Aumenta significativamente a taxa de detecção de câncer de mama e reduz as taxas de reconvocação, ou seja, reduz a chance dos pacientes terem que retornar ao serviço para realização de incidências adicionais (complementos realizados na mamografia digital).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *