Novidades

Médicos do HSM esclarecem sobre câncer de próstata, no encerramento do Novembro Azul

No último sábado, 25, a equipe de médicos urologistas do Hospital HSM encerrou a programação do Novembro Azul com uma palestra para esclarecimentos e orientações sobre o câncer de próstata. O público presente era de pacientes, ex-pacientes e homens a partir de 40 anos que nunca tiveram câncer.

A equipe médica, composta pelos médicos Sidney Cruz, Juliana Nicolau, Eduardo Martins, Rodrigo Alencar, Ericssen Gonçalves e Erik Bacelar, tirou várias dúvidas dos presentes. O câncer de próstata é o segundo câncer mais frequente entre os homens no Brasil, ficando atrás apenas dos tumores de pele (não melanoma). Ao contrário do que muitos pensam, este tipo de câncer pode aparecer em uma próstata normal e saudável, segundo o médico Sidney Cruz. Os fatores de risco são idade, história familiar, raça negra, obesidade e consumo de carne vermelha em excesso. No caso do histórico familiar, Dr. Sidney esclarece que se um parente de 1º grau tiver o câncer, as chances são duas vezes maiores. Com dois parentes de 1º grau, sobe para seis vezes as chances da pessoa desenvolver a doença.

“Ainda não existe um medicamento que reduza drasticamente o volume da próstata e este câncer cresce a partir da camada externa da próstata, por isso na fase inicial não causa sintomas, daí a importância da prevenção”, alerta Dr. Sidney.

Atualmente, além dos exames tradicionais para detectar o câncer de próstata, como PSA (Antígeno Prostático Específico) e toque retal, muitos centros médicos já utilizam os exames genéticos, que são análises dos cromossomos. Também são utilizados para analisar a agressividade do tumor.

A Dra. Juliana relatou algumas pesquisas recentes que indicam que tomar quatro xícaras de café por dia e comer tomate diariamente ajudam a prevenir o câncer de próstata. Além disso, os tratamentos indicados, dependendo do caso, são prostatectomia radical, que é a retirada da próstata, quando o tumor é restrito ao local; radioterapia, que no HSM são realizadas a radioterapia externa e a braquiterapia (interna); bloqueio androgênico (terapia hormonal); e vigilância ativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *