Novidades

Tomar sol de meio-dia pode ajudar a evitar câncer

10 de julho de 2017 Notícias, Sem categoria

Certamente, muitos já ouviram que o horário ideal para tomar sol é entre 08h e 10h e que a exposição solar ao meio-dia pode contribuir para o aparecimento do câncer de pele. Contudo, uma pesquisa recente, realizada na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), indicou que o sol, por volta das 12h, é o melhor horário para o organismo absorver a vitamina D. A vantagem de pegar o sol é obter a dose necessária de vitamina D, que dificilmente é obtida por meio apenas da alimentação. Estudos indicam que mais 80 genes são ativados pela presença da vitamina D no organismo, que fortalece o sistema imunológico, ajuda na fixação do cálcio, atua como antidepressivo, tem papel antiinflamatório, diminui o risco da obesidade, entre outras funções.

É importante ressaltar que são necessárias pequenas quantidades diárias de sol e que a longa exposição é, de fato, prejudicial para a saúde.  Quando a pessoa fica exposta ao sol por volta do meio-dia necessita de menos tempo para formar a pró-vitamina D, de 15 a 45 minutos, variando de acordo com o tom da pele. Quando a pele ficar avermelhada é sinal de que a exposição solar já foi suficiente. O tom avermelhado na pele não causará câncer, mas indica que ficará mais resistente e menos propensa ao câncer de pele. De acordo com os pesquisadores, deve-se proteger o rosto e o colo e deixar à mostra a maior parte do corpo, como as costas ou as pernas, que são regiões com menor predisposição ao câncer de pele.

A vantagem de pegar o sol é obter a dose necessária de vitamina D, que dificilmente é obtida por meio apenas da alimentação. Estudos indicam que mais 80 genes são ativados pela presença da vitamina D no organismo, que fortalece o sistema imunológico, ajuda na fixação do cálcio, atua como antidepressivo, tem papel antiinflamatório, diminui o risco da obesidade, entre outras funções. Com as rotinas corridas, as pessoas geralmente não dedicam tempo para pegar sol diariamente e devem se preocupar com isso, principalmente com relação às crianças. Deixá-las brincarem ao ar livre pode ser uma boa alternativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *